Suplementos de creatina: Uso e Efeitos Secundários

Em sua busca para correr mais longe, saltar mais alto, e durar a competição, muitos atletas têm se voltado para uma variedade de medicamentos e suplementos para melhorar o desempenho. A creatina é o mais popular destas substâncias, acredita-se aumentar a massa muscular e ajudar os atletas a alcançar rajadas de força.

Parte da razão para a popularidade da creatina pode ser a sua acessibilidade. Creatina em pó, comprimidos, barras energéticas e bebidas misturas estão disponíveis sem receita médica em farmácias, supermercados, lojas de nutrição, e através da Internet.

Embora creatina é uma substância natural, não tem sido bem estudada, a longo prazo. Os pesquisadores ainda não tem certeza de quais os efeitos que pode ter sobre o corpo, particularmente em jovens, ou quão eficaz pode ser.

Vai Vitaminas e Suplementos ajudar você a atingir seus objetivos?

A creatina é uma substância natural que se transforma em fosfato de creatina no organismo. O fosfato de creatina ajuda a fazer uma substância chamada trifosfato de adenosina (ATP). ATP fornece a energia para as contrações musculares.

O corpo produz alguns dos creatina que utiliza. Ele também vem de alimentos ricos em proteínas, como carne ou peixe.

Na década de 1970, os cientistas descobriram que tomar creatina em forma de suplemento pode melhorar o desempenho físico. Na década de 1990, os atletas começaram a pegar, e creatina tornou-se um suplemento de desporto popular. De acordo com estudos, 8% dos adolescentes tomar creatina. O suplemento é particularmente popular entre os de alta escola, faculdade, e atletas profissionais, especialmente jogadores de futebol e hóquei, lutadores, e ginastas. Estima-se que 40% dos atletas universitários e até metade dos atletas profissionais dizem que usam suplementos de creatina.

A creatina é pensado para melhorar a força, aumentar a massa muscular magra e ajudar os músculos recuperar mais rapidamente durante o exercício. Este impulso muscular pode ajudar os atletas a alcançar explosões de velocidade e energia, especialmente durante sessões curtas de atividades de alta intensidade, tais como levantamento de peso ou corrida. No entanto, a investigação científica sobre a creatina tem sido mista. Embora alguns estudos descobriram que ele não ajuda a melhorar o desempenho durante curtos períodos de atividade atlética, não há evidências de que a creatina ajuda com esportes de resistência. A pesquisa também mostra que os músculos não de todos responder a creatina; algumas pessoas que o utilizam ver nenhum benefício.